quarta-feira, outubro 11, 2006

SÓSINGULAR (não, não escrevi errado)

Sabe aquela sensação maravilhosa de que você não está sozinho no mundo? Que você não é o patinho feio? Que você não é a pessoa mais desajustada no universo? Estou me sentindo assim.
Não sou desajustada.
Não sou estranha.
Não sou puritana.

Sou apenas...

Uma
SÓSINGULAR!!!!

Sósingular, sósingular, sósingular, sósingular, sósingular...

A VIDA NÃO É MARAVILHOSA?!?!?!




Antes que alguém me xingue de doida ou insensível por deixar ficar repetindo uma palavra estranha, segue abaixo a definição:

SÓSINGULAR s. pessoa que gosta de ser solteira (mas não se opõe a ter um relacionamento) e geralmente prefere estar sozinha a namorar só pra fazer parte de um casal. De características únicas e espírito otimista, uma personalidade única, que transcende o estado civil.

Ver também: romântico, idealista, independente.


Ufa...passada a emoção inicial, deixa eu escrever com calma.
A história é a seguinte: estava eu no shopping (ou seja, na livraria Sodiler). Não pretendia comprar nada, apenas estudar minhas próximas aquisições. Seleciono 4 títulos e vou para o mezanino folhear: "O laptop de Leonardo" (ótima iniciação ao estudo de interface/interação humano-computador), "O Diabo veste Prada" (que me fez ter muitas crises de riso, educadamente reprimidas), "Inteligência Corporal" (é, eu quero emagrecer um pouquinho. Mas folheando vi que não vai ser com esse livro) e, finalmente...

Este: O GUIA DE REFERÊNCIA DO SÓSINGULAR



O livro que eu precisava. Ou melhor, usando os termos em que o descrevi para minha mãe, O LIVRO DA MINHA VIDA.

Assim que eu der mais uma lida no livro (porque o devorei rapidamente em menos de 2 horas), pretendo escrever um artigo sobre o movimento sósingular. Mas por hora, vamos a um resumo básico para os não-iniciados:
O movimento sósingular (ou quirkyalone, em inglês) foi criado pela americana Sasha Cagen, num acaso que se não fosse tão casual, seria inacreditável. Depois de (mais) um Ano-Novo sem beijos, ela sai com duas amigas e a palavra vem à sua mente. E esta palavra é o o conceito que nomeia um estilo de vida, uma personalidade, uma situação: a daquelas pessoas (predominantemente mulheres) que são muito felizes consigo mesmas (e que também encaram relacionamentos, desde que valham a pena) , mas que a sociedade insiste em empurrar para o casamento.
O movimento iniciou-se no ano 2000, mas a edição deste milagroso livro aqui no Brasil é de abril de 2006. Nos EUA já existem grupos de sósingulares e o Dia do Sósingular (intencionalmente - ou não - comemorado do dia 14 de fevereiro, que é o Dia dos Namorados por lá).
Esse fenômeno de ressaltar a garota e a mulher solteira já era uma tendência desde Sex and The City. Mas agora o que se prevê (para minha felicidade) é o surgimento de uma verdadeira tribo, até então oculta e dispersa de sósingulares.


Bem, por enquanto é só. Mas acho que vou aproveitar esse feriado para criar uma cobertura completa sobre sósingulares em português, já que o Google retornou apenas 10 resultados dessa palavra.

Agora que já compartilhei a novidade, posso assistir aula em paz.
Ou não, já que não paro de pensar no artigo e nas amigas que são sósingulares, mas que ainda não sabem disto.

5 comentários:

Max disse...

Só uma dúvida que me surgiu: o uso do termo Sósingular é usado apenas para descrever pessoas do sexo feminino que estão na situação supracitada neste post? e aonde ficam as pessoas do sexo masculino que, por um acaso, se encaixam na definição de tal verbete? Tipo, de acordo com a definição que você colocou, a palavra serve pra ambos, mas o restante do post me deixou com a impressão de que seria só para mulheres... talvez eu esteja enganado, não sei... talvez pq existam mais mulheres assim do que homens... :s

Segundo: gostei da indicação desse livro ai para iniciação à IHC (to escrevendo um artigo sobre isso na UFAL, acho q vou procurar mais sobre esse notebook de Leonardo...) =D

E terceiro: curti o texto, legal mesmo... embora eu tenha umas opiniões adicionais ae, mas deixa isso para lá!

bjos moça, saudades... ;p

Jackie disse...

Eu tinha a impressão de já ter postado alguma coisa ak... Mas... Ah, só pra dizer q eu tô adorando o livro e q com certeza ele será pauta de mtas outras conversas mais... rsrs
Adorei a conversa de hj, e espero q o movimento Sósingular dê frutos...
Pelo visto, já temos mais um integrante do sexo masculino... (vide post acima), hehehe
Bjão!!

Daniel disse...

Pois vejam só vcs, uma amiga comentou comigo a respeito hj, e eu fui atras do termo e acabei caindo aqui... pode somar mais um homem no movimento... sou sósingular ctza!

Bjs

Rosa Lucena disse...

Daniel, seja muuito bem-vindo ao time!
Nós, mulheres sósingulares, comemoramos sempre que achamos mais um homem no grupo! =)

Bjo!

lila disse...

Me sentir exatamente como você, Rosa Lucena, quando li o livro SÓSINGULAR, costumo dizer que me encontrei...não me considero mais uma aberração desajustada. E o mais legar é que existem homens sósingulares também.....Bjimmmm à todos os sósingulares de plantão!