sábado, março 22, 2008

frase solta


Uma frase solta, surgida do nada.
Que trouxe no seu ponto final um pedido irresistível de continuação.

A chuva não cessava.
E mesmo que o fizesse não traria diferença: as coisas não seriam as mesmas. Nunca mais.
Estranho que este pensamento só tenha lhe ocorrido agora: enquanto ouve a água que teima em correr pelo telhado, enquanto se encolhe no sofá para escapar do frio, enquanto tenta pôr em ordem os cacos que restaram da devastação de sua vida.
O sol faz com que se caminhe sem pensar.
A falta dele obriga a refletir. Mas que triste: não há conclusões.
Amanhã é um novo dia. Um presente, diriam alguns.
Presentes inúteis para uma velha criatura, que já não fica feliz em abrir os olhos e ver que continua no mesmo lugar.
No mesmo mundo.
Sempre.
Ainda.

3 comentários:

André disse...

É, Alek.
Falta muita coisa pra gente entender, né?
Enfim.

Feliz Páscoa! =)

Sibaldinha disse...

Me identifiquei co o post... =/

Bom te ver essa semana!

=*

Leleco disse...

poxa alek... hum... fôfo dmais...

bjokas...